Pandemia gerou mais de 25 mil toneladas de lixo plástico nos oceanos
  • +55 (67) 3321-2898
  •   Agendar demonstração
  •   Solicitar orçamento

Postado em: 17/11/2021

Tempo de leitura: 2 minutos

A pandemia é uma das grandes responsáveis pela poluição de oceanos. Em 2020 foi gerado mais de 25 mil toneladas de lixo plástico nos oceanos, segundo estudos na China.  

Confira a seguir informações sobre o estudo em matéria do Portal Saneamento Básico.

lixo plástico nos oceanos

Pandemia gerou mais de 25 mil toneladas de lixo plástico para os oceanos

Mais de 25 mil toneladas. Esta é a (assustadora) quantidade de resíduos de plástico que foram parar nos oceanos durante a pandemia, de acordo com um estudo publicado na revista online PNAS.

Segundo estudo desenvolvido na China, a maior parte dos resíduos foram gerados pelos hospitais e enviados aos mares por mau gerenciamento.

Segundo os pesquisadores da Universidade da Nanjing, na China, e autores do trabalho, a pandemia levou a um aumento da demanda por plástico de uso único, o que intensificou a pressão sobre um problema que, antes, já estava fora de controle.

O estudo levou em conta os resíduos plásticos gerados por 193 países durante os últimos meses. No total, foram mais de 8 milhões de toneladas — com 25 mil delas indo para os mares. “Isso representa um problema duradouro para o ambiente oceânico e se acumula principalmente em praias e sedimentos costeiros”, dizem os pesquisadores.

Dentre todos os materiais plásticos mal gerenciados identificados pelo estudo, a grande maioria (87,4%) se trata de resíduos gerados pelos hospitais. Os itens de proteção individual, como máscaras, representam 7,6% do total.

Até mesmo as compras online, que dispararam durante os últimos meses, tiveram importante contribuição no índice de lixo gerado, com 4,7%. Por último aparecem os kits de teste de Covid-19, com apenas 0,3%.

Lixo Plástico

O trabalho ainda mostra que todo o lixo plástico relacionado à pandemia chegou aos oceanos por meio de 369 grandes rios. Os três principais encontram-se na Ásia: Shatt al Arab (5,2 mil toneladas), Indus (4 mil toneladas) e Rio Yangtze (3,7 mil toneladas). Já na Europa, o maior culpado pela poluição foi o rio Danúbio, com 1,7 mil toneladas de resíduos.

Como é de se imaginar, o caminhar dessa situação não parece ser nada animador. Os pesquisadores sugerem que, neste ritmo, o índice de lixo plástico gerado até o fim da pandemia pode chegar aos 11 milhões de toneladas — com 34 mil delas sendo enviadas aos mares.

Para a mudança desse cenário, os responsáveis pelo estudo recomendam uma maior conscientização pública sobre o tema, além do desenvolvimento de tecnologias para uma melhor coleta, classificação, tratamento e reciclagem de resíduos plásticos, assim como o desenvolvimento de materiais mais ecológicos.

Fonte: CV.

Qual a sua opinião sobre o despejo de lixo plástico nos oceanos? Fale com um especialista ou comente em nossas redes sociais, nós temos soluções perfeitas para você!

Dúvidas? Fale com um Especialista!

Temos um time de especialistas pronto para tirar suas dúvidas e
encontrar a solução ideal para a sua empresa.

Fale com um especialista
Grátis e sem compromisso