Leilões de saneamento trarão R$ 8 bilhões em investimentos
  • +55 (67) 3321-2898
  •   Agendar demonstração
  •   Solicitar orçamento

Postado em: 03/12/2021

Tempo de leitura: 2 minutos

Os leilões de saneamento podem trazer diversos benefícios para o setor. Segundo matéria do Portal Saneamento Básico, os leilões podem trazer R$ 8,3 bilhões em investimentos. Os projetos de Alagoas e Rio de Janeiro estão entre os principais projetos que irão acontecer em dezembro. 

Confira a seguir a matéria sobre os leilões de saneamento básico. 

leilões de saneamento

Leilões de saneamento devem trazer R$8 bilhões em investimento

Neste mês de dezembro haverá uma sequência de leilões de saneamento básico, que podem contratar R$8,3 bilhões em novos investimentos. Entre os principais projetos a serem leiloados estão os de Alagoas (os blocos B e C) e do Rio de Janeiro (o bloco 3), que acabou sem interessados no leilão de abril e foi reformulado.

Além dessas, estão marcadas outras quatro concorrências com porte menores, nos municípios como Teresópolis (RJ) e Goianésia (GO).

Os leilões de Alagoas devem ser realizados no dia 13 de dezembro e trazem uma expectativa de competição, pois cerca de oito grupos chegaram a estudar os ativos dos dois blocos regionais no Estado.

O lote B é composto por 34 municípios, localizadas nas regiões do Agreste e do Sertão. Já o lote C é composto por 27 cidades no litoral e na Zona da Mata.

Estão previstos, ao todo, cerca de R$2,9 bilhões de investimento ao longo de 35 anos de contratos.

A de Alagoas já possui concessão regional. O primeiro lote, da região metropolitana de Maceió, foi solicitado no mês de setembro do ano passado e arrematado pela BRK Ambiental. De acordo com fontes do setor, o grupo é um forte concorrente para levar as outras contas.

Leilões

Além dos operadores tradicionais como Aegea Saneamento, Iguá Saneamento e Águas do Brasil, é esperada a participação da Equatorial, que realizou a sua estreia no mercado de saneamento no mês de junho, após vencer o primeiro leilão do Amapá.

Já para o contrato do Rio de Janeiro, a competição deve ser concentrada em grupos que operam no Estado: Aegea, Iguá e Águas do Brasil.

Aegea e Iguá, foram vencedoras do último leilão da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro). Já a Águas do Brasil possui a concessão, em parceria com a BRK, na zona oeste, em uma área que integra o bloco 3, o alvo dessa nova licitação.

No mês de abril, a Aegea retirou uma oferta depois de vencer dois blocos. Após isso, o governo do Rio de Janeiro e o BNDES decidiram ampliar o lote para 20 municípios do interior. São exigidos cerca de R$ 4,7 bilhões de investimentos e a outorga mínima prevista é de R$ 1,16 bilhão.

Fonte: FDR.

Queremos saber sua opinião a respeito dos leilões de saneamento básico. Comente em nossas redes sociais ou fale com um especialista, nós temos soluções perfeitas para você.

Dúvidas? Fale com um Especialista!

Temos um time de especialistas pronto para tirar suas dúvidas e
encontrar a solução ideal para a sua empresa.

Fale com um especialista
Grátis e sem compromisso