História do Modelo de Excelência da Gestão - MEG
Tempo de leitura: 5 minutos

Vamos falar da história do Modelo de Excelência da Gestão e o que motivou a gestão ao longo da história. Confira!

Para isso separamos os seguintes temas:

  • Modelos de gestão ao longo da história
    • História do Modelo de Excelência da Gestão – MEG
      • História da Fundação Nacional da Qualidade – FNQ

Antes de iniciar, se você não se lembra exatamente o que é gestão e qualidade recomendamos a leitura do nosso artigo sobre o tema. Basta clicar aqui.

Agora vamos falar dos modelos de gestão?

De acordo com estudiosos do tema, modelo de gestão pode ser definido como representações de uma realidade mais complexa.

Os modelos servem para ajudar os gestores a representar, comunicar e compreender melhor ideias e fenômenos complexos.

O século XX foi repleto de novos modelos de gestão, normalmente criados para atender a realidade de uma empresa levando em conta o governo da época, leis trabalhistas em questão, dentre outro fatores.

Iremos nos aprofundar na história que a gestão trilhou para incorporar a qualidade como diferencial e agregador de valor na entrega que faz ao cliente.

No Brasil, a história da qualidade se funde em muitos aspectos com história do Modelo de Excelência da Gestão (MEG), que veremos a seguir.

Modelos de gestão ao longo da história

A história dos modelos de gestão começa com metas racionais, estudada e implantada por Taylor.

Um pouco mais a frente vemos os processos internos entrando em cena, não apenas com o objetivo de produzir ao máximo, mas como produzir e como recompensar pelo menos financeiramente.

O passar do tempo trouxe as relações humanas incorporando a forma de lidar com os colaboradores.

Modelo de gestão da excelência

Segundo Tavares escreveu no ano 2000, a gestão influencia a ação, o modus operandi da organização. Para que tal influência exista são denominados quatro pilares: planejar, organizar, dirigir e controlar.

Os modelos de gestão sempre vem para suprir uma necessidade de alcançar novos patamares de compreensão. Um exemplo disso é o Malcolm Baldrige National Quality Award (Prêmio Nacional da Qualidade Malcolm Baldrige).

A premiação Baldrige foi criada no intuito de fomentar a competitividade das empresas americanas mediante as japonesas na década de 80.

As empresas japonesas estavam ganhando em produtividade e lucratividade por suas técnicas de gestão. Foi aí que a questão da qualidade foi trazida à tona nos EUA.

Seu nome foi dado em homenagem a Malcolm Baldrige, ex-secretário das Finanças nos EUA, com base nas seguintes metas:

  • Aperfeiçoar a qualidade e produtividade nas organizações norte americanas.
  • Reconhecer as empresas que conseguirem avanços em qualidade dos seus produtos e serviços.
  • Estabelecer diretrizes e critérios passíveis de serem utilizados por diferentes setores na aferição do aperfeiçoamento da qualidade.
  • Fornecer orientação específica para organizações norte americanas que desejam empreender com uma gestão de alta qualidade. Tornar acessível, tanto quanto se puder, o modo que as organizações vencedores puderam transformar sua cultura e atingir a excelência.

No Brasil o Prêmio Baldrige serviu de referência para o Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ), e essa história começa a partir de 1991.

História do Modelo de Excelência da Gestão – MEG

A Fundação para o Prêmio Nacional da Qualidade (FPNQ) utilizava das normas de excelência da Gestão do Prêmio Baldrige para conduzir o PNQ em nosso país. O PNQ foi criado para servir de referencial e aprendizado para todos os tipos de empresa.

A peça chave desse modelo ser adaptado a diferentes organizações é que ele coordena uma reflexão sobre a gestão. O intuito é estimular a organização a buscar respostas para que alcance resultados. No fim isso a torna mais competitiva.

O modelo foi criado com características de modelo sistêmico. Isso significa que o mesmo é retroativo em aprendizagem. Sua aplicação gera um feedback que possibilita uma melhor aplicação ou planejamento posteriores.

Modelo de gestão da excelência

A sua inspiração veio do ciclo PDCA de Deming (Plan, Do, Check, Act) que significa respectivamente planejar, executar, analisar e agir.

O período que foram utilizadas as estruturas do Prêmio Baldrige foi de 1992 a 1996. Contudo em 1995 já começaram adaptações no modelo apesar de ainda manter a estrutura internacional.

Já nos anos 2000 foi lançada a primeira versão do Modelo de Excelência da Gestão – MEG, genuinamente brasileiro.

Desde então, o MEG é aperfeiçoado através do Núcleo Técnico Critérios de Excelência da FNQ anualmente.

De acordo com a FNQ, o modelo é o único no mundo em tantas edições que demonstra sua a preocupação e seu alinhamento com o cenário atual.

História da Fundação Nacional da Qualidade – FNQ

A FNQ se mostra uma organização alinhada com mudanças. Sejam essas transformações no cenário mundial, na economia ou no papel das organizações na sociedade.

Frente FNQ

Foto da fachada da FNQ em São Paulo

Em 1991 quando surgiu, era chamada de FPNQ carregando no nome da fundação o prêmio que concedia. Com sede em São Paulo, foi formada por 39 organizações públicas e privadas.

Criada sem fins lucrativos, tinha o objetivo de administrar o PNQ e as atividades geradas pelo processo de premiação. Independente da localidade que se encontrasse a empresa.

Em 2005 a Fundação renovou sua estrutura, mudando logomarca, sigla (para FNQ) e governança. Alterou também sua missão, visão e valores, passando a incorporar desde então as tendências de organizações de nível mundial.

Essas tendências podem ser elencadas como sustentabilidade, responsabilidade corporativa, valorização das pessoas, qualidade de vida e diversidade.

O objeto que contempla essas tendências e todas as outras boas práticas em gestão são os Critérios de Excelência.

Em 2007 foram revistos os 8 Fundamentos da Excelência da Gestão, com base nos princípios e valores que passaram a nortear as suas atividades.

Aos poucos a fundação foi ganhando notoriedade e firmou parcerias. Foi assim com a Fundación Iberoamericana para la Gestión de la Calidad (Fundibeq).

Outro exemplo de parceria foi o SEBRAE que em 2010 iniciou a capacitação de avaliadores  para formar um banco de profissionais. A capacitação em questão tinha foco no Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas (MPE Brasil).

Em 2011 ocorreu uma nova alteração de sua Missão, Aspiração, Crenças e Compromissos. Essa revisão é a que permanece até hoje na organização.

Como sua organização considera a excelência em gestão? Possuem alguma premiação nesse formato?

Conta pra gente através dos nossos especialistas. Nós temos a solução perfeita para você!

Dúvidas? Fale com um Especialista!

Temos um time de especialistas pronto para tirar suas dúvidas e
encontrar a solução ideal para a sua empresa.

Fale com um especialista
Grátis e sem compromisso