Gestão inteligente no serviço de campo - EOS Consultores
  • +55 (67) 3321-2898
  •   Agendar demonstração
  •   Solicitar orçamento

Postado em: 05/07/2019

Tempo de leitura: 6 minutos


No artigo de hoje vamos falar sobre o serviço de campo, um assunto essencial nas companhias de saneamento, e como uma gestão inteligente influencia na realização desse conjunto atividades.

Veremos os seguintes tópicos:

  • A importância do serviço de campo
  • Quais as dificuldades encontradas?
  • A gestão inteligente no serviço de campo
  • Relatórios e indicadores

O serviço de campo no saneamento básico é em sua essência aquele que depende do contato físico do colaborador com a solicitação ser atendida. Esse pedido pode ser uma nova ligação, conserto de vazamentos, revisão de leitura ou até o consumo final de uma localidade.

Imagine que essas empresas são responsáveis desde centenas até milhões de clientes, com solicitações ocorrendo a todo momento. Fora as externalidades como o rompimento de uma adutora ou de encanamentos nas ruas.

Assim como qualquer atividade pública o serviço de campo do saneamento básico deve prezar pela eficiência, seja na gestão de recursos humanos ou de materiais.

Mas, como essa eficiência ou falta dela influencia a vida da população de fato? É o que veremos a seguir!

A importância do serviço de campo

O saneamento compreende ao menos quatro vertentes de serviços públicos  prestados à população. Lidando muitas vezes com fatores essenciais à vida, como a manutenção de redes que distribuem água potável.

O serviço de campo também influencia diretamente em questões de saúde pública, visto que obras e manutenções nos esgotos e na drenagem pluvial vão evitar doenças e outras fatalidades.

Há também fatores jurídicos dispostos em contrato, que prevêem a manutenção ou crescimento de índices de atendimento, dependendo objetivamente do serviço de campo. Situação já concebida na Lei do Saneamento Básico e nas metas e objetivos dos contratos de prestação desses serviços.

Um exemplo é o contrato da prefeitura de Foz do Iguaçu e a Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR). Onde o contrato de programa firmado para os serviços de água e esgoto prevê índices de distribuição e alcance, ao longo dos anos.

Serviço de campo no saneamento básico

O serviços de campo no saneamento representa ainda uma parcela da arrecadação financeira da companhia, as chamadas receitas indiretas. Segundo o Sistema Nacional de Informações sobre o Saneamento (SNIS) esses valores representaram 36,9 milhões de reais ou 23% do arrecadado com os serviços de água e esgoto em 2017 no Brasil.

Vale ressaltar, que as receitas indiretas incluem fatores como sanções ou multas por impontualidade, não apenas o serviço de campo. E este não aparece de forma isolada no SNIS .

Dada toda essa relevância, a empresa de saneamento deve se posicionar pronta a atender os serviços de campo. Mantendo a sustentabilidade financeira, disponibilizando meios consistentes para que o colaborador executar sua função e alcançando índices contratuais e de qualidade.

Quais as dificuldades encontradas?

Quando falamos de saneamento de modo geral, uma das principais dificuldades é a dificuldade de acesso à informação, atingindo o serviço de campo de diversos modos.

Ainda hoje muitas companhias possuem um controle manual de suas atividades, o que trava a fluidez dos serviços. Ocasionado por exemplo por montanhas de papéis que se formam a cada requisição.

A falta de canais de atendimento eficientes e integrados com o setor operacional também é um problema. Visto o serviço de campo depende dessas solicitações de forma dinâmica, a fim de aumentar sua produtividade.

Podemos citar também a carência de relatórios e indicadores, que como o ditado diz “para quem não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”. Uma companhia deve zelar por metas, e consequentemente adotar ações corretivas com base em relatórios periódicos e indicadores.

Modelo de relatório

Relatório de equipes e atividades em campo com a aplicação Nautilus Serviços

A inexistência de ciclos de manutenção também é um fator que gera gastos para a companhia e transtornos para os clientes. 

Essas complicações internas são principalmente uma questão de coordenação, exigindo uma melhor estruturação e desenho de processos. Incidindo diretamente em uma gestão inteligente.

A gestão inteligente no serviço de campo

Os recursos tecnológicos estão na dianteira, quando se trata de aprimorar a gestão de forma inteligente. Por esse motivo as maiores e melhores companhias de saneamento se utilizam desses de softwares e dispositivos inovadores em várias áreas.

Os exemplos são inúmeros e unem a expertise dessas empresas a tecnologia, indo desde a automatização de testes no tratamento de água, até a leitura e impressão simultânea de contas.

Mas e o serviço de campo, como pode se beneficiar disso?

Uma das primeiras utilidades da gestão inteligente é disponibilizar a informação onde e a quem for necessário. Utilizando-se de softwares de gestão de serviços é possível agrupar dados de clientes e suas solicitações.

Esse tipo de solução elimina papéis e dá dinamicidade ao serviço de campo. Um exemplo são as soluções integradas, como o Nautilus Serviços, onde o operacional dispõe de smartphones que recebe as ordens de serviço em tempo real para serem executadas.

Perceba que anteriormente o colaborador precisava pegar as ordens de serviço apenas na companhia. O que no fim do dia gerava um arquivo enorme para ser processado manualmente e recolocado na rota do próximo dia, se necessário.

O vídeo mostra o Nautilus Serviços sendo utilizado no serviço de campo

Aliás, aí está outro problema solucionado, todos os dias o gestor precisava dispor de um mapa imenso e alocar as ordens de serviços para então atribuir uma equipe. Com os softwares, essa situação teve uma redução drástica de tempo.

O software faz todo o processo com base em inteligência geográfica e aplica as melhores rotas. Onde o gestor pode alocar as equipes, mediante a análise de tempo já calculada pela aplicação.

Isso dispensa os colaboradores de serviços repetitivos e os realoca para serviços que realmente são vitais para a companhia.

Relatórios e indicadores no serviço de campo

Como sempre citamos aqui no blog, metas, objetivos e indicadores são importantes no saneamento básico. As aplicações inteligentes ajudam nesse requisito arquivando dados da execução dos serviços de campo e as disponibilizando ao gestor.

Relatórios de estoque por exemplo, ajudam a controlar as despesas e os materiais utilizados em campo. Com a análise desses dados o gestor pode efetuar compras com maior segurança e ainda demonstrar a transparência da gestão.

As informações contínuas vão possibilitar ciclos de manutenção e evitar problemas antes que ocorram, evitando perdas de água por exemplo. Além disso, a companhia demonstra sua responsabilidade com os colaboradores, clientes e com o meio ambiente.

Por fim, não poderia deixar de dizer que todas essas funcionalidades citadas estão presentes no Nautilus Serviços, uma aplicação EOS para  monitorar, controlar e automatizar o serviço de campo.

A aplicação garante a integração dos setores e gerencia solicitações e execuções em tempo real, tudo isso adaptado a realidade da companhia de saneamento.

Se quiser saber mais sobre o Nautilus, temos um artigo completo sobre ele e suas funcionalidades. Ou ainda, você pode falar nossos de nossos especialistas, a EOS tem a solução perfeita para você!

Dúvidas? Fale com um Especialista!

Temos um time de especialistas pronto para tirar suas dúvidas e
encontrar a solução ideal para a sua empresa.

Fale com um especialista
Grátis e sem compromisso