Futuro da água: saiba como será no Brasil e no mundo e como preservá-la
  • +55 (67) 3321-2898
  •   Agendar demonstração
  •   Solicitar orçamento

Postado em: 26/03/2021

Tempo de leitura: 4 minutos

Um assunto que nos intriga é o futuro da água. O consumo excessivo de água e a insegurança hídrica com os recursos disponíveis, são fatores que precisam ser repensados e planejados. No texto de hoje, vamos lhe mostrar algumas curiosidades sobre o futuro da água:

  • Panorama da situação da água
  • Como será o futuro da água? 
  • Medidas de preservação da água

 Quer saber qual o futuro da água? Continue conosco e saiba mais! 

Panorama da situação da água

Segundo a Organização das Nações Unidas, em 2050 faltará água para cerca de 5 bilhões de pessoas no mundo. Esse número representa metade da população estimada para o período. 

Fatores ambientais como as queimadas e o desmatamento, podem ocasionar mudanças climáticas, alterando a frequência e a quantidade das chuvas, contribuindo com a seca nessas regiões. 

O futuro dos recursos hídricos gera preocupação, uma vez que são necessários para a garantir a sobrevivência da fauna e flora de determinadas regiões, bem como de seres humanos em suas atividades econômicas e domésticas.

Para que o uso dos recursos hídricos sejam assegurados sem haver danos à qualidade da água, bem como evitar que aconteçam desastres naturais, é necessário que seja feita a segurança hídrica deste local. Entre os componentes da segurança hídrica estão:

Segundo estudo da Fundação SOS Mata Atlântica, onde foram coletadas amostras de 181 cursos de água do Brasil, apenas 5% foram consideradas boas para o consumo. As amostras foram recolhidas em 95 municípios, de 17 estados. 

No universo da pesquisa, 78,8% apresentaram índice de qualidade de água regular, 15,8% ruim e em 0,4% péssima. Somente 12 cursos de água apresentaram qualidade boa e nenhum apresentou qualidade ótima.

O estudo alerta para a necessidade de ações e investimentos para a segurança hídrica e socioambiental no Brasil. A universalização do saneamento básico integrado à adoção de soluções para a conservação ambiental são algumas das ações prioritárias no combate à poluição das águas.

Como será o futuro da água no mundo? 

Conforme estudo do Instituto Trata Brasil, a demanda de água crescerá 43,5% de 2017 a 2040 no Brasil, em decorrência do aumento populacional. Isso significa entregar 4,337 bilhões de m³ de água a mais do que foi entregue em 2017. 

Com relação às mudanças climáticas, o estudo ainda aponta um aumento de temperatura em 1° C até 2040. Para o Brasil, há algumas tendências relacionados às mudanças climáticas e os recursos hídricos como:

  • Aumento da criticidade hídrica para bacias hidrográficas do Nordeste com a redução das precipitações;
  • Declínio na oferta de água superficial para quase todas as regiões do Brasil;
  • Aumento da precipitação e das vazões para a região sul do país.

As altas temperaturas também podem afetar a qualidade da água, diminuindo a capacidade de autodepuração dos corpos de água e na sua capacidade de manter a biodiversidade aquática. A redução da vazão dos rios também impacta a qualidade das águas, ocasionando a diminuição da sua capacidade de diluição de cargas poluentes.

Na região da África Subsaariana, a perspectiva é de mudanças climáticas sobre os recursos hídricos e a preocupação aumenta com os impactos que essas mudanças trarão para a saúde humana. Doenças transmitidas por vetores e pela água contaminada são obstáculos para o acesso à água potável, saneamento e higiene. 

África Subsaariana

Na Europa, Cáucaso e Ásia Central, as projeções climáticas indicam o aumento de chuvas no norte europeu e diminuição no sul do continente. Essas informações deixam agricultores em alerta, pois haverão constantes desafios para a irrigação, geração de energia hidrelétrica, sobrevivência de ecossistemas. 

A variabilidade climática e eventos extremos afetam também a América Latina e o Caribe. Além das mudanças climáticas, há mudanças na vazão e na disponibilidade de água.

Sendo assim, o futuro da água é de competição nos setores agrícola e energético. 

Medidas de preservação da água

Para a sociedade é comum pensar que o uso consciente e a preservação dos recursos hídricos são apenas de responsabilidade do governo e grandes indústrias — responsáveis por grande parte da poluição das águas, porém, o consumo consciente doméstico pode auxiliar na preservação desses recursos. Simples mudanças de hábitos como:

  • Ao escovar os dentes, se barbear ou lavar roupas e louças, apenas ligue a torneira quando necessário;
  • Diminua o tempo do banho;
  • Utilize sabão e detergente biodegradáveis;
  • Não jogue óleo usado em pias — 1 litro de óleo pode poluir cerca de 20 mil litros de água;
  • Ao lavar o carro, utilize baldes;
  • Varra a calçada em vez de lavá-la;
  • Jamais jogue lixo próximo a cursos de água.

Medidas como estas podem preservar nossas águas e fazer com que as gerações futuras não sofram com a falta dela. Precisamos conscientizar a sociedade a respeito da importância da preservação dos recursos hídricos, pois assim, o futuro da água estará a salvo. 

O que você pensa sobre o futuro da água? Queremos saber a sua opinião sobre o texto de hoje. Comente em nossas redes sociais ou fale com um especialista. Nós temos soluções perfeitas para você! 

Dúvidas? Fale com um Especialista!

Temos um time de especialistas pronto para tirar suas dúvidas e
encontrar a solução ideal para a sua empresa.

Fale com um especialista
Grátis e sem compromisso