Distribuição de água: volume perdido é mais de 40% no Brasil
  • +55 (67) 3321-2898
  •   Agendar demonstração
  •   Solicitar orçamento

Postado em: 06/06/2022

Tempo de leitura: 2 minutos

No Brasil, para cada 100 litros de água captada, tratada e pronta para ser distribuída, cerca de 40 litros são perdidos no caminho por vazamentos, erros de leitura, furtos e outros problemas.  

Confira a seguir matéria do Portal Saneamento Básico que mostra o desperdício na distribuição de água no Brasil. 

Segurança hídrica: perda de água na distribuição chega a mais de 40% no Brasil

O desperdício na distribuição de água potável no Brasil segue em patamares preocupantes. Um levantamento divulgado pelo Instituto Trata Brasil (ITB) mostrou que mais de 40% da água captada pelos reservatórios brasileiros se perde no meio do caminho antes de chegar ao consumidor.

Esse montante de água perdida poderia abastecer cerca de 66 milhões de brasileiros durante o período de um ano; para efeito de comparação, cerca de 33 milhões de pessoas ainda vivem sem acesso regular à água no país.

A Folha deu mais detalhes sobre a análise. As regiões Norte e Nordeste são as que apresentam maior índice de perda de água, com 51% e 46% respectivamente. Já os Centro-Oeste, Sudeste e Sul registram perdas menores, mas ainda assim significativas: 34%, 38% e 36%, respectivamente. Os estados que mais perdem água são Amapá (74%), Acre (62%) e Roraima (60%); na outra ponta, temos São Paulo e Distrito Federal, ambos com perdas de 34%.

“O volume de água perdida nos sistemas de distribuição brasileiros equivale a 7,8 mil piscinas olímpicas de água tratada desperdiçada diariamente ou mais de sete vezes o volume do Sistema Cantareira – maior conjunto de reservatórios para abastecimento do Estado de São Paulo”, assinalou o estudo. A CBN também repercutiu esses dados.

Com a água ficando cada vez mais escassa, governos e empresas precisam avançar com medidas não somente para reduzir consumo e desperdício, mas também para facilitar as condições para que a disponibilidade de água se mantenha dentro do necessário. Para isso, um dos caminhos mais promissores está nas técnicas que replicam processos naturais – os Serviços baseados na Natureza (SbN). Martina Medina destacou em Um Só Planeta algumas iniciativas nesse sentido que mostram resultados interessantes no Brasil. Além de melhorar a segurança hídrica, essas técnicas podem contribuir para a restauração de ecossistemas degradados e a redução das emissões de gases de efeito estufa.

Perda de Água no Mundo

Os chilenos vivem uma situação dramática com a pior seca de sua história. Mais da metade dos 19 milhões de habitantes, pelo menos, vivem em condições de “grave escassez”, de acordo com o governo do país. Em abril, as autoridades de Santiago anunciaram um plano rigoroso de racionamento de água para reduzir o consumo e otimizar sua disponibilidade durante a temporada seca, que acontece durante o inverno.

“A água se tornou um problema de segurança nacional”, comentou Pablo García-Chevesich, hidrólogo da Universidade do Arizona (EUA), ao Guardian. “É o maior problema econômico, social e ambiental do país. Se não resolvermos isso, a água será a causa da próxima revolta [popular]”.

Fonte: Clima Info.

Como está a distribuição de água em sua cidade? Qual a sua opinião sobre a segurança hídrica no Brasil? Comente em nossas redes sociais ou fale com um especialista, nós temos soluções perfeitas para você! 

Dúvidas? Fale com um Especialista!

Temos um time de especialistas pronto para tirar suas dúvidas e
encontrar a solução ideal para a sua empresa.

Fale com um especialista
Grátis e sem compromisso